Pular para o conteúdo principal

Postagens

O trabalho em grupo pode ser uma opção no atendimento dos idosos

O mundo está envelhecendo e como profissional de saúde é preciso agir. Como atender toda a demanda? 
A resposta dada muitas vezes é o trabalho em grupo.  Um exemplo de trabalho em grupo que faz sucesso na promoção da saúde são os grupos de caminhadas e de alongamentos, que visam promover saúde através da prática da atividade física. Outro exemplo bastante interessante são os grupos que trabalham a memórias através de atividades cognitivas e lúdicas.  O Trabalho em grupo tem sido uma saída muito usada, já que é possível atender um grande número de pessoas ao mesmo tempo. Mas não podemos ser negligentes, para trabalhar em grupo, é preciso levar vários detalhes em consideração.  A tendência deste idoso em inserir-se em atividades de grupo é um ponto positivo. Durante a execução desses grupos ocorre o desenvolvimento de códigos, de referências e de tradições que estabelece para seus integrantes um sentido de totalidade ou unidade que os diferencia de outros grupos (Ávila, 1999). 
Vantagens do …
Postagens recentes

25 de maio dia do massoterapeuta

Tocar é profundo, por mais superficial que seja o toque! 
Neste dia 25 de maio comemora-se o dia do massoterapeuta, aquele que cura com as mãos.  Na fisioterapia, as mãos do terapeuta podem ser consideradas as ferramentas de trabalho mais importantes. O toque permite avaliar e tratar. E pensando em tratar a massagem permite relaxar o corpo e acalmar a mente.  Como recurso terapêutico, a massagem, vem sendo reconhecida como uma terapia muito eficaz para alívio de dores e prevenção de doenças. Permite tornar o indivíduo consciente da sua respiração, do seu corpo, das suas tensões.
De forma geral, os benefícios gerais da massagem são:  · Melhora a percepção e sensibilidade de seu corpo, ampliando a consciência corporal;  · Melhora a confiança e sensação de acolhimento e bem-estar;  · Diminui a ansiedade;  · Promove o relaxamento;  · Diminui a dor;  · Acelera o processo de cura nos casos de dores e contusões;  · Nutre os tecidos pelo aumento da…

Prescrição do dia: Cecília Meireles e fotografia

Improviso do Amor-Perfeito

Naquela nuvem, naquela,
mando-te meu pensamento:
que Deus se ocupe do vento.

Os sonhos foram sonhados,
e o padecimento aceito.
E onde estás, Amor-Perfeito ?

Imensos jardins da insônia,
de um olhar de despedida
deram flor por toda a vida.

Ai de mim que sobrevivo
sem o coração no peito.
E onde estás, Amor-Perfeito ?

Longe, longe, atrás do oceano
que nos meus olhos se alteia,
entre pálpebras de areia...

Longe, longe... Deus te guarde
sobre o seu lado direito,
como eu te guardava do outro,
noite e dia, Amor-Perfeito.
( Cecília Meireles)

A beleza do envelhecimento.
A retratada desta semana é a senhora Leodea Braga Guedes Torrezan, que aos 87 anos é o exemplo de que existe beleza que nem o tempo apaga.  Esta foto faz parte do acervo do meu projeto fotográfico autoral, sem fins lucrativos, que retrata a Terceira Idade enfatizando a beleza neste processo de envelhecimento.

Natalia de F. G. Ferreira. Fisioterapeuta e  estudante de fotografia. A fisioterapia foi escolhida…

Fique atento ao desenvolvimento do seu bebê.

Você tem observado o desenvolvimento do seu bebê? O desenvolvimento motor dos bebês seguem margens de normalidades esperadas a cada fase, podendo variar de criança para criança, mas existe um tempo máximo para cada situação ocorrer.
O desenvolvimento motor irá depender da boa saúde global do bebê que é obtido através do aleitamento materno, controle de infecções e doenças com a ajuda das vacinas, o cuidado da própria mãe e o estímulo saudável do meio ambiente. Marcos do desenvolvimento motor do bebê que devem ser observados . O primeiro marco do desenvolvimento motor que o bebê deve alcançar é o controle de cabeça até três meses de vida. O rolar deve aparecer por volta dos cinco meses e o sentar sozinho aos seis meses. Aos oito meses, a criança deve assumir a postura sentada sozinha e aos nove meses deve engatinhar e se puxar para a postura de pé. Em torno dos 12 meses, a criança começa a andar livremente. Sinais de alerta para o atraso no desenvolvimento motor da criança. É importante qu…

As quedas e o envelhecimento

Porque o Idoso Cai? 

Os idosos estão cada vez mais ocupando espaços em nossa sociedade, a expectativa de vida vem aumentando consideravelmente no mundo todo e também no Brasil. Atualmente existem no Brasil aproximadamente 15 milhões de idosos e, segundo projeções estatísticas, em 2025 existirão 32 milhões de pessoas com 60 anos ou mais, ocupando, assim, o país o sexto lugar com o maior número de idosos do mundo (IBGE, 2009).  A probabilidade de uma queda aumenta com o avançar da idade. Aproximadamente 30% das pessoas de 60 anos ou mais, caem pelo menos uma vez por ano. As quedas em idosos correspondem a quase metade das hospitalizações devido a traumas.  A medida que envelhecemos diversas mudanças em nossos corpos vão acontecendo. Já não enxergamos mais como antes, nossos reflexos para evitar a queda já não são tão rápidos e nem tão eficientes, a força de nossas pernas tende a diminuir e o equilíbrio também. Por isso, as chances de cair aumentam.  Algumas causas de quedas:  diminuição da …

A fisioterapia no alívio das dores geradas pelo estresse.

Existe uma forte conexão entre o estresse e alguns desconfortos musculares.
O estresse causa a liberação de hormônios que também causam tensão muscular e aumentam a percepção da dor, como o cortisol e o adrenocorticotrópico (ACTH), que estimula a produção de adrenalina. Os músculos podem ser tensionados ao ponto de levar a um doloroso quadro de espasmo muscular. Os músculos das costas e do pescoço são particularmente os mais sensíveis aos efeitos do estresse. Em algumas pessoas o músculo trapézio fica tão tenso, que o ombro fica elevado, quase se aproximando do lóbulo da orelha, “o ombro vira brinco”. Musculaturas sensíveis a hormônios como o cortisol podem ser facilmente afetadas, gerando um ciclo vicioso: o estresse leva a tensão muscular, que leva a dor e esta, por sua vez, leva a mais estresse e mais tensão muscular.  Com o passar do tempo essa dor e tensão gera uma limitação, dificultando a realização das atividades de vida diária e alterando inclusive a qualidade do sono e, de man…

Espreguiçar faz bem

Quando acordamos geralmente nos espreguiçamos, instintivamente estamos alongando nosso corpo, o mesmo acontece quando ficamos muito tempo parado. É como se nosso corpo estivesse “acordando”, se preparando para os movimentos que precisará fazer ao longo do dia.  Alongar trás bem estar, conforto e nos utilizamos desta prática desde bebê, mas com a correria do dia a dia, a realização destes movimentos amplos tem se tornado cada vez menos frequente, contribuindo para o surgimento de desconfortos. O simples ato de espreguiçar traz benefícios, como: reduzir as tensões musculares, aumentar a flexibilidade, ativar a circulação. Espreguiçar também relaxa o corpo É interessante se espreguiçar sempre que o corpo pedir. Espreguiçar é um hábito saudável: e deve fazer parte da rotina de todas as pessoas, podendo ser incluído em pequenas pausas do trabalho. Crianças, jovens, adultos ou idosos, todos podem se beneficiar desta prática.
Natalia de Freitas Guerreiro Ferreira